Primeira edição do SetUp IN(dustry) termina com balanço positivo. 2ª edição já arrancou!

Domingos Bragança, Presidente da Câmara Municipal de Guimarães, ressalvou, perante as dezenas de empreendedores, investidores e empresários presentes, a necessidade de se continuar a investir num ecossistema de incubação robusto e dinâmico.

O auditório principal do Avepark encheu-se, no passado dia 22 de setembro, com empreendedores, investidores e empresários (destacando-se os que integram a comunidade Guimarães Marca), para o encerramento da primeira edição do Set.Up IN(dustry) – Programa de Aceleração e Incubação Industrial.

A abrir a sessão Domingos Bragança, o Presidente da Câmara Municipal de Guimarães, frisou a extrema relevância deste tipo de iniciativas e destacou a importância da colaboração e do trabalho entre as startups, o Município, os investidores e a indústria, para o apoio ao desenvolvimento de produtos inovadores. Nas palavras dirigidas à plateia, o edil vimaranense sublinhou também o peso das sinergias conjuntas entre as várias entidades académicas instaladas no município, tais como a Universidade do Minho e o IPCA, contribuindo para a geração de “conhecimento excecional que permite criar oportunidades excecionais”, frisando ainda que são necessários ecossistemas de incubação robustos e dinâmicos para o desenvolvimento de novas oportunidades de negócio.

Aos investidores presentes, Domingos Bragança pediu para que estivessem abertos a investimento, permitindo fazer crescer o seu portfólio, sublinhando que “é necessário produzir valor e, acima de tudo, reter valor”. O edil sublinhou ainda a importância de atuarmos no sentido de não vermos o conhecimento aqui adquirido deslocar-se para o estrangeiro, quando “temos condições ótimas em Guimarães para apoiar, atrair e reter, tanto investigadores como empreendedores, como é o caso do 3Bs Research Group, instalado no Parque de Ciência e Tecnologia Avepark e cuja abrangência ultrapassa as fronteiras nacionais”.

O Presidente do Município encerrou o seu discurso dirigindo também algumas palavras aos empreendedores, desafiando-os a abrirem a participação àqueles que podem ser os seus melhores parceiros, sublinhando que “podem contar com todo o apoio da Câmara Municipal de Guimarães, através das incubadoras de startups da Set.Up Guimarães no desenvolvimento das suas ideias de negócio”.

A TecMinho, como uma das mais antigas estruturas universitárias de transferência de conhecimento em Portugal e parceira da Set.Up Guimarães no desenvolvimento do programa Set.Up IN(dustry), esteve representada pelo Professor Eugénio Campos Ferreira, vice-reitor para a Investigação e Inovação da Universidade do Minho e também Presidente da TecMinho, que aproveitou para frisar toda a disponibilidade da instituição no apoio ao empreendedorismo e em colaborar com os projetos instalados nas incubadoras da Set.Up Guimarães e no Município.

Durante esta sessão de encerramento os presentes tiveram a oportunidade de conhecer 5 das ideias empreendedoras que chegaram à fase final do programa, a Sentinel – uma empresa focada na criação de soluções para a indústria na área da visão artificial; a B-Mum – que desenvolveu o Safety Baby Bed, um sistema de segurança integrado nuns lenções de cama de bebé cujo design promove a posição recomendada e evita que o bebé deslize na cama, reduzindo o risco de asfixia; a Useful, que se encontra a desenvolver produtos têxteis com repelente de insetos biológico integrado, que permitirá proteger o seu utilizador de insetos transmissores de doenças; a BeProp que está a desenvolver um soutien em tecido integrado com própolis, que auxiliará no combate e prevenção de infeções mamárias, e por fim, a Famel, que está a desenvolver uma versão inovadora e elétrica da mítica mota portuguesa.

O dia terminou com uma mostra das startups incubadas instaladas nas incubadoras da Set.Up Guimarães e com vários momentos de networking.

O Set.Up IN(dustry) é um programa intensivo de aceleração que transforma novas ideias em negócios, por meio de um conjunto de workshops e coaching individualizado. A iniciativa facilita a ligação entre novas startups e as empresas do Município de Guimarães, estimulando o crescimento de uma nova cultura industrial na região, baseada no desenvolvimento de soluções inovadoras.

Este programa funciona em ambiente empresarial ativo e num modelo win win: as startups ganham acesso a espaço de trabalho dentro das instalações da indústria, testando os seus produtos in loco, acelerando também a fase de scale up; a indústria ganha o acesso a startups com produtos e serviços de carácter inovador, podendo acelerar o seu processo de inovação tecnológica (e digital) e melhorar a sua eficiência em várias dimensões estratégicas (organização, pessoas, processos, operacionalização ou tecnologia).

O programa divide-se em duas fases distintas: a primeira fase as equipas selecionadas têm a oportunidade de participar num conjunto de vários workshops de aceleração que abordam os vários temas da jornada empreendedora.; na segunda fase, as equipas selecionadas ganham acesso a acompanhamento por parte da indústria instalada no Município, à atribuição de um mentor na indústria e a acompanhamento especializado para desenvolvimento do projeto empresarial.

A primeira edição do Set.Up IN(dustry) terminou com nota positiva e a segunda edição, que conta com a colaboração da AEP – Associação Empresarial de Portugal, já se encontra na fase de aceitação de inscrições através do site www.setupguimaraes.pt.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

I

CONTACTOS

  • Telefone
    253 470 600
  • Email
    info@avepark.pt
  • Morada
    Lugar Da Gandra, 4805-017 Barco

I

LIGAÇÕES ÚTEIS

I

SOCIAL

I

ÁREA EMPRESA

Menu

Copyright 2019 - Avepark by wepub